Notícias da Igreja

Bispos da Terra Santa: Jerusalém pode ser também capital palestina

As dezenas de mortos e os cerca de três mil feridos por ocasião dos protestos palestinos organizados nos postos de fronteira entre a Faixa de Gaza e Israel poderiam ter sido evitadas “se as forças israelenses tivessem usado instrumentos não letais”. Num comunicado difundido esta terça-feira (15/05) acerca dos trágicos fatos destes dias, os bispos católicos da Terra Santa criticam o exército israelense.

Na mensagem, reportada pela agência missionária Fides, a Assembleia dos Bispos ordinários católicos da Terra Santa, que reúne todos os bispos das Igrejas católicas – latina, greco-melquita, armênia, maronita, caldeia e siro-católica – presentes naquela região, junto com o Custódio franciscano da Terra Santa, pede para cessar “o mais rápido possível” o assédio imposto a cerca de dois milhões de palestinos na Faixa de Gaza.

Transferência da Embaixada EUA para Jerusalém não contribui para a paz

Os prelados acrescentam que a transferência no Estado de Israel da Embaixada norte-americana em Telaviv para Jerusalém, bem como todas as outras medidas e decisões unilaterais em relação à Cidade Santa de Jerusalém, “não contribui para avançar a tão esperada paz entre israelenses e palestinos”.

Evocação ao pedido da Santa Sé a tornar Jerusalém cidade aberta a todos os povos

Fazem referência também à necessidade, insistentemente evocada pela Santa Sé, de tornar Jerusalém “uma cidade aberta a todos os povos, o coração religioso das três religiões monoteístas”, evitando toda e qualquer medida unilateral que possa alterar o perfil da Cidade Santa.

Nada impede Jerusalém capital de Israel e da Palestina

“Consideramos não haver nenhum motivo de impedimento para que a cidade possa ser a capital de Israel e da Palestina”, afirmam os bispos acrescentando que isso deveria ser feito mediante “a negociação e o respeito recíproco”.

Em 19 de maio, vigília de oração pela paz

Ainda na terça-feira, 15 de maio, também o administrador apostólico do Patriarcado Latino de Jerusalém, o arcebispo Pierbattista Pizzaballa, convidou “todos os sacerdotes, os religiosos, as religiosas, os seminaristas, todos os fiéis de Jerusalém e quem o desejar”, a participar da vigília de oração pela paz, que será celebrada na tarde do próximo sábado (19/05), véspera de Pentecostes, na igreja de Sant’Etienne.

Ao menos 110 palestinos assassinados desde 30 de março

Desde 30 de março passado, quando tiveram início os protestos palestinos ao longo da fronteira com Israel, ao menos 110 manifestantes palestinos foram assassinados e mais de 3 mil feridos pelo fogo israelense na Faixa de Gaza.

Fonte: Vatican News

PALAVRA DO BISPO

Dom Gorgônio

Eterna é a sua misericórdia!

FACEBOOK