Notícias da Diocese

Missa de imposição das primeiras insígnias é celebrada nesta sexta

Dom Gorgônio preside a Missa de Imposição das primeiras insígnias episcopais ao Monsenhor José Benedito Cardoso. A celebração acontece hoje (08/02) às 19h30 na Paróquia São Roque, em Itapetininga (SP). Nesta missa, ele receberá a cruz peitoral – sinal distintivo dos Bispos – e o solidéu – um pequeno barrete de seda ou outro tecido na cor violáceo que os bispos usam sobre a cabeça.

Paroquianos, fieis, padres, diáconos, seminaristas, familiares e amigos são convidados a participar da cerimônia.

Além disso, o Monsenhor Cardoso apresentará oficialmente seu brasão e o lema episcopal “O Senhor é meu pastor e nada me faltará (Salmo 22)”. Segue abaixo os detalhes sobre a constituição do brasão do bispo eleito:

Descrição Heráldica do Brasão Episcopal de Dom José Benedito Cardoso

Chapéu prelatício envolvendo o escudo episcopal com seis borlas suspensas em ambos os lados do chapéu em estilo piramidal, que representam a Igreja e a missão apostólica do Bispo como sucessor dos Apóstolos, em comunhão hierárquica com o sucessor de Pedro e o Colégio Episcopal.

Escudo eclesiástico, dividido em duas partes: Superior traz pomba e 7 raios, com a cor vermelha ao fundo.

Na parte inferior ao centro está Cristo, o Bom Pastor, e ao fundo os montes verdejantes e acima o céu azul.

Sustentando o escudo esta uma espada em forma de cruz na cor amarelo ouro e abaixo o listel com o lema episcopal.

Simbologia do Escudo Episcopal

O escudo: Dividido em 2 campos, representado com símbolos que indicam os traços fortes da espiritualidade e da ação evangelizadora de Dom José Benedito Cardoso, exprimindo seu programa pastoral de vida apostólica.

Divino Espírito Santo e os raios dos 7 dons: simbolizam a Paróquia de origem e padroeiro de sua cidade natal, no Município de Angatuba. Também refletem a plenitude do sacerdócio de Cristo, de que o bispo participa. A cor vermelha ao fundo simboliza o sacrifício de pastor e ovelhas por Aquele que se sacrificou por todos.

Bom Pastor: Aquele que cuida, zela, protege e não deixa faltar nada às suas ovelhas. Missão principal de um Bispo.

Montanhas verdejantes: Ao fundo, as montanhas querem representar a região onde Dom José Benedito nasceu e viveu antes de iniciar sua formação religiosa, o Bairro da Batalheira e toda zona rural do Município de Angatuba/SP. Uma região privilegiada por sua natureza exuberante, rodeada por montanhas, rios e cachoeiras, ao que no inicio de sua civilização recebeu o nome de “Espírito Santo da boa vista”, dada a visão de todo relevo montanhoso daquela região.

O azul representa dois significados: o céu, para o qual o Bispo deve conduzir todo seu rebanho e também a Nossa Senhora, a mãe e rainha do Clero.

Espada dourada em forma de cruz: Representa a fé, espada com a qual cada Bispo deve exercer o seu ministério de governar, instruir e santificar. Fé que se alicerça no Mistério do Senhor, Bom Pastor que deu a vida pelas ovelhas. Por isso, na parte superior do escudo, aparece a base da espada, com três cravos, em forma de cruz, a fim de revelar que pastorear, na Igreja, é servir.

Listel com Lema: “O Senhor é o meu pastor e nada me faltará” – do salmo 22 (23) – Este lema que Dom José Benedito Cardoso escolheu, revela seu mais profundo amor ao povo de Deus, que através de um chamado, capacita o eleito para esta nobre missão de pastorear. Em Isaias, (40,11) diz: “Como pastor apascentará o seu rebanho; entre os braços recolherá os cordeirinhos e os levará no seu regaço; às que amamentam, ele as guiará mansamente.” Assim o pastor também se confia ao supremo Pastor, pois também tem suas necessidades e confia que nada lhe faltará no exercício de seu ministério.

(Texto da descrição é de autoria do Pe. André Luiz Garcia e a Heráldica, de Marcus dos Santos Junior.)

Ordenação Episcopal

A Ordenação Episcopal do Monsenhor José Benedito Cardoso será realizada no dia 15 de março, às 19h30, na Catedral Nossa Senhora dos Prazeres, em Itapetininga. No dia 31 de março, às 11h, o novo Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Paulo será apresentado na Catedral da Sé.

PALAVRA DO BISPO

Dom Gorgônio

Eterna é a sua misericórdia!

FACEBOOK